quinta-feira, 24 de outubro de 2013

A janela quebrada

Ao acordar, assim que abro meus olhos dou de cara com uma janela quebrada. Ela esta aberta, passou a noite assim, escancarada a espera de uma brisa, um sopro ou gotas de chuva. Todos os dias espero que alguém realmente passe por ela ao invés de observar o movimento do ladro de dentro. "Mas é só uma janela", dizem os mais sábios ou as más línguas- mas a vida é feita de janelas quebradas, eu contradigo, mas em silencio, pois uma dama nunca deve contradizer seus superiores, principalmente seus pais. o.O
 Minha mente ferve e borbulha enquanto gotas de suor se formam em minha testa e molham o travesseiro. A vida é feita de janelas quebradas, ou talvez seja apenas a minha vida onde joguei pedras e estilhacei o vidro todo. :´(  Janelas são lacunas, espaços, covas, valas. Se eu sair por uma delas talvez me enterre cada vez mais fundo. I dug my own grave. A cavei no dia em que me olhei no espelho e percebi que o garoto-mais lindo- da escola estava certo, eu deveria nascer de novo: ( se quisesse construir o meu castelo, com um rei e princesinhas."Rise from the ashes".
Não, eu não pensei em suicídio naquele dia. mas toda minha vida passou pela minha cabeça. Uma garota de onze anos sem expectativa de vida amorosa, provavelmente terá muitos sobrinhos e gatos, mas vivera sozinha sem ninguém para esquenta-la.Foi então que dei-me conta de que isso estava errado, eu estava errada, por que eu estava errada a ponto de ter que nascer de novo?
" VOCÊ É GORDA!"
Quanto tempo levei pra notar esse pequeno detalhe? Onze anos. Quanto tempo faz isso? Nove anos, quase uma década observando o mundo lá fora através de minhas janelas quebradas. Uma corte inteira de manequins trinta e oito que com o tempo se tornaram trinta e seis. Mas uma garota há muito tempo atrás assumiu o trono com seus 60kg conquistando o homem até então mais poderoso de sua época, Henry VIII.
Esperava encontrar a biografia de Ana Bolena, mas na quinta série não ligava para metade dos sobrenomes que ouvia nas aulas de história da prof. Luciana, então digitei só Ana e o google fez o resto me redirecionando a páginas e mais páginas sobre pro-ana, pro-mia, anorexia nervosa e bulimia. A primeira vista não liguei pensei que fosse uma doença cujo o principal sintoma era a perda de peso, pensei que minha vida seria melhor se contraísse anorexia. Falha minha.
Acabei embarcando na barca do inferno de Gil Vicente, mas o Vigílio para me guiar pelos cantos tenebrosos do inferno.
 Uma garotinha que sofria de negligencia por seus pais adotivos esculpidos nos anos quarenta e a primeira pedra que rachou sua janela, uma mãe depressiva e um pai drogado que não podiam cuidar de seu bebezinho. "God gave you another chance to be happy"
Sim, ganhei um berço de ouro e uma educação provinciana adequada, esculpiram em mim uma dama, mas uma dama deve em primeiro lugar atrair olhares e não repudia-los. Sendo assim quem sou eu?

Just a fat girl with no chance. No prince. No horse. No crown.

Eu tinha a Ana a meu lado e a Mia do outro e juntas conquistaríamos a nossa corte e subiríamos ao trono... Isso só me custaria a vida... que eu não tinha.
Sacrificaria tudo pela perfeição, pela beleza, pelo amor, por uma nova vida onde eu pudesse ir a piscina. A verdade é que poucos reparam se você come pouco mas muitos falam se você come muito. Você pode morrer de inanição e ainda sim morrerá com orgulho, tão linda e maravilhosa que lhe farão um caixão de vidro para observar sua beleza pós mortem. Se morrer ele terá de ser feito em aço e reforçado para aguentar seu peso, ninguém ira se oferecer para carrega-lo até a cova pois sera pesado demais e seus pais e amigos terão vergonha merda que você se tornam, talvez não compareça ninguém ao enterro.
 Nas duas opções eu morro pela boca, ou de fome, ou de gula. Ana foi degolada, gostaria de assumir seu posto, mas ainda sou pesada demais para morrer lindamente como uma rainha.
Escolhi morrer de fome, overdose de sibutramina, não importa o que queimar caloria esta dentro, o que não queimar esta fora. Once in your lips, forever on your hips. E todos a minha volta batem palmas por minha escolha, ser magra! They don't care about you. 

A verdade é que ainda continuo lutando em busca da minha coroa e ela pesa 38kg